Contos eróticos, relatos eróticos e histórias pornô. Queroumencontro.com
Queroumencontro.com
Envie você também o seu relato erótico, conte suas experiências, fetishes e desejos. Queroumencontro.com
Menu de Acompanhantes RJ NOVIDADES LOIRAS/RUIVAS - RJ MORENAS/NEGRAS - RJ TRAVESTIS - RJ SITES Casting de Acompanhantes RJ
PÁGINA PRINCIPAL (TODAS) FOTÓGRAFOS CONTOS ERÓTICOS PARCEIROS CONTATO RSS ANUNCIE AQUI
 
 

Neuza Casada



Olá gente, este é meu primeiro conto e como gosto muito de ler esse relatos resolvi contar uma das aventuras que tive fora do meu casamento.
Meu nome é gilvan, sou casado com uma mulher muito gostosa e que a amo muito, mas em relação ao sexo, ela é o tipo de mulher que faz quando ta com vontade, ou seja demoramos varios dias pra ter uma foda. certa vez fui em uma cidade vizinha da minha, onde descobri que morava uma ex ficante minha dos tempo de solteiros. descobri tambem que ela avia se casado com um cara ciumentos. na viajem seguinte, liguei pra ela como uma amigo que a tempos não havia e ela atendeu como muito carinho. ele me perguntou onde eu estava e falei que estava na cidade dela. ele então me disse que passasse o endereço pra ela ir me encontrar, já que ela estava sozinha que a filha tava mo colegio e o marido no trabalho. falei o local que eu me encontrava que era uma rua não muito longe da dela e logo apareceu. nos comprimentamos e falamos o mente de coisas ate sobre os tempos de solteiros no qual ela diz ter saldades. como comçou cair um garoinha, etramos no carro e falei se poiamos ir em algum lugar melhor pra gente conversar? ele disse que sim. saimos sem rumo certo, que eu perguntei onde voce quer ir já que voce conhe a cidade molher que eu? ele respondeu: voce que sabe. ja levei pro lado masculino e disse: assim vou levala prum motel, ela so olhou pra mim sorriu e disse: safado. não trocamos mas men uma palavra e como eu sabia de um motel na entradada cidade, toquei pra la. durante o trajeto, ela só olhava pra mim, mas não falava uma palavra. entramos no motel deitamos na cama e ficamos conversando um pouco até que cheguei por traz dela e abracei dando um cheiro em seu pescoço. ela me diz que era casada que tava errado o que tavamos fazendo, mas não oferecia nem um resistencia. quado acaricie seu seios, ela entrou em delirio me chamando de safado, tarado e eu abeijei. fui tirando sua roupa e quando a vi se de calcinha, não acreditei no que tava vendo, aquele corpo magro uns peitinhos firmes e uma bundinha pequena, mas muito gostosa. tirei minha calça e fiquei só de cueca onde meu pau latejava. ao ver meu pau ela exclamou: nossa como ta duro! ela ainda meio envergonhada, ficou como que sem saber o que fazer, eu entrei em ação. tomei ela nos meus braços, e fui mamando nos teus sios decendo até até chegar naquela bucetinha cheirosa. comcei a chupar e lamber ela todinha e ela dizia que que tava muito gostoso. perguntei se se marido fazia isso com ela e ela dizia que so gostava de meter o pau ela. que naõ fazia neda daqilo. então caprichei melhor nas chupadas e fu preparando o terreno para minhas intenções. pois se o marido dela não a chupava, sertamente não fazia o que eu imaginava e comprovei. (aquele cuzinho ainda era virgen). partimos pra um 69 onde ela mostrou ser expecialista numa chupeta. ela mamava minha rola, passava no rosto, cheirava e ficava colocando meu pau em cada buraco do nariz. eu a indagava dizendo que ela não conceguia engolir meu pau, ela abria a boca e ia colocando o pau pra dentro e olhando pra mim até seu quixo encostar no meu saco. eu tiva meu pau de dentro da boca dela e batia na sua cara e a chama de puta, vagabunda, piranha, rapariga e ela dizia não: eu sou uma mulher casada me respeita. então resolvi botar mas fogo na fogueira, coloquei a na coma, abrir suas pernas e fui dar um trato na sua bucetas novamente e conferir minhas intuições. quando comecei a chupa-la novamente, volta e meia e dixava alingua escorregar para o cuzinho dela pra ver sua reação. ao ver que ele não reagia, comecei a dar mas atenção aquele cuzinho. eu abria a bundinha dela, passava a lingua envolta do cuzinho, lambia, enfiava a lingua la dentro dele e ela delirava. ela pedia: come minha buceta cachorro, safado come... entrra essa rola gostosa em mim... mete, mete, mete mete logo que quero pica. ai eu tive que obedecer, pois tinhas planos ainda para executar. botei a cabeça do emu pau na entrada da buceta dela, batia cabeçe do pau na buceta, ela deu um gemido e eeu empurrei de uma só vez, meus 15 cm de pica rocha com uma cabeça escura desapareceu naquela buceta. ela se contorcia dizia que tava muito bom que era pra mim aregaçar sua buceta. eu perguntei se o marido dela quizesse come-la na quele dia o que ala iria fazer? ela respondeu: quem amanda na quela rola sou eu e hoje ela não entra em mim, só a sua e pode meter com vontade. quando eu tava fudendo naquela bucete eu passava a mão em seu corpo decendo por ele ate chegar na sua bundinha onde fiquei alizando-a. ela começou a ficar mais frenetica, ofegante e pediu mas pica. começou: vai,vai,vai to gozando... mete, mete, mete filho da puta disgraçado e gozou. e eu fiquei ali de pau duro ainda sem gozar. ela se recuperou e olhou pra mim com uma cara de puta levantou a cabeça e viu meu pau daquele jeito ainda e perguntou: não amolece não? eu disse sim, mas tem uma coisa que ele ta querendo. e ela, o que? eu abraçei e disse ao seu ouvido acariciando sua bunda, esse cuzinho gostoso. foi onde ela me revelou: meu bem tem duas coisas que eu ainda não fiz nem com meu marido é da o cú e tomar porra na cara e na boca. morro de vontade de saber o gosto que tem uma porra, mas como merido é muito grosso comigo na cama não faço isso com ele, mas tem uma condição, se voce gozar na minha boca eu deixo voce comer meu cú. era tudo que eu sonhava. comer um cuzinho de uma mulher casada e ainda gozar na sua boca, nossaaa! então preparei aquele cuzinho com mais carinho ainda e lambia muito deixando ela bem relaxada. quando encostei a cabeça do pau nele , ela disse: vai devagar ta meu bem, pois nunca dei meu cú. so pedi pra ela relaxar e empinar a bunda e abaixar o corpo ate encostar os peitos no colchão. fui empurrando o pau divagar, até a cabeça entra no qual ela deu um gritinho, mas não recuou. dei um tempinho pra ela se acostumar, quendo ela mesma começaou empurrando a bnda de encontro ao meu pau. quando meu saco encostou na sua buceta, ela começou a bater no colchão e dizendo: disgraçado, voce arrombou meu cu, enfiou seu pau todinho nele ai eu comecei a indagar-la me diz o que voce é agora sua puta. e ela diza: sou uma muler casada seu cachorro. eu falei, não,voce é uma puta e ela não sou, e eu tirei um pouco pau empurrei tudo de uma vez disse: repete comigo, eu sou uma puta, e ela, sou ua puta quaze sem força. eu tornei pedir, fala alto piranha, quero ouvir e ela sou uma puta, eu falei fala mais o que voce é, e comecei dedilahar se grelo, ai a mulher entrou disspero: eu sou uma puta, uma piranha, uma muher casada que ta dando o cu pra outro homem, ja que o meu não come. eu perguntei, o seu o que? e ela: meu marido. e eu disse seu marido não, seu corno. e ela é mesmo, é meu corno. e comessou: come o cu que aquele corno não come e nem vai comer. esse cu agora é seu o corno come aminha buceta e voce come, minha buceta, meu cu e goza na minha boca. eu perguntei, voce é o que mesmo? e ela, uma puta, e seu marido? um corno.eu falei repete! e ela corno, meu marido é um corno e eu sou cuma mulher casada puta, piranha. e mandei rola e só: fode, meu cu, come minha bunda, mete,mete no meu cu, vomos botar chifre na quele corno. come esse puta, fode o cu de piranha. eu comecei a perder as forsas. e vou gozar ela saiu de uma vez pegou meu pau começou chupar e punhetar até que despejei minha porra em sua boca. ela ficou brincando com a porra na boca e passando meu pau no rosto. tomas um banho onde ela chupou meu pau mais uma vez e mais uma vez gozei em sua boca. saimos do motel e a levei até perto de sua casa. ela me disse que foi muito bom ter trapado comigo mas que o casamento continuaria. que sentir o sabor da minha porra foi maravilho e dar o cu foi um experiença deliciosa e que seia um segredo so nosso. me deu um beijo e saiu.



Enviado por gilvan em 10/11/2011

 

VOLTAR PARA ÍNDICE DE CONTOS ERÓTICOS ENVIE-NOS SEU CONTO ERÓTICO OU SEU RELATO

 

Se você gostou desse Conto Erótico e quiser recomendá-lo use um dos códigos abaixo:

Redes Sociais
Amigo INDICAR ESSE CONTO POR E-MAIL PARA UM AMIGO

Todos os contos foram enviados por internautas e se tratam de obra de ficção.
Não temos nenhuma responsabilidade sobre o conteúdo dos textos aqui representados.
Caso vcoê se sinta ofendido com algum dos textos basta nos solicitar sua retirada.

 
A vida é curta, curta um caso. Ashley Madison.
 
©Copyright since 2000 - Todos os Direitos Reservados para Queroumencontro.com
Queroumencontro.com - acompanhantes, garotas de programa, fotos, videos, erotismo, pornografia grátis.

hit counters